ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL

Tuesday, July 24, 2007

Tecnologias Educacionais/2007

PROJETO: Jogos Educativos

Disciplina: Informática Educacional
Público Alvo: 1ª e 2ª séries
Duração: Ano Letivo
Justificativa:
Os jogos de computador permitem um ajuste de nível de dificuldade conforme as habilidades do jogador e provêem um feedback claro e imediato e dá aos jogadores escolhas e controle sobre suas ações. Também despertam a fantasia e a curiosidade, além de oportunidades para colaborar, competir, ou socializar-se com os outros jogadores.
Por outro lado, através dos jogos, a criança desenvolve maiores habilidades de leitura e compreensão, bem como o pensamento crítico.
Objetivos:
Auxiliar no desenvolvimento de habilidades motoras;
Estimular a leitura;
Respeitar regras;
Familiarizar-se com o alfabeto;
Identificar letras e palavras, cores e formas;
Desenvolver habilidades de observação e concentração;
Desenvolver as percepções visuais, auditivas e o raciocínio;
Promover a socialização.
Recursos:
Computador/Internet e suas ferramentas.
Avaliação:
Baseada na observação e participação de cada criança.
Sites e jogos:
Smartkids: Introdução ao alfabeto (jogo das letras);
Seqüência Lógica (formas geométricas e cores);
Jogo dos ovinhos.
Canalkids (jogo de reciclagem).
Iguinho: Caça-palavras;
Memória;
Sete erros.
Qdivertido: Tangram
Professora Responsável: Celina Damasceno

PROJETO FESTA JUNINA
Professora: Celina Damasceno
MAIO E JUNHO/2007
Disciplina: Informática Educacional
Duração: 10 aulas.
Séries: 1ª a 4ª séries
Justificativa:
Este projeto visa integrar a comunidade escolar, buscando exercer a cidadania através de ações participativas, bem como, privilegiar o acesso ao conhecimento por meio da leitura e escrita.
Objetivos:
Estimular o gosto pelas tradições populares;
Resgatar e valorizar a memória das festas juninas;
Enriquecer o conhecimento dos alunos no que se refere ao ciclo junino;
Estimular a criatividade, explorando e socializando os ritmos e compassos musicais;
Conhecer as danças, culinária e adivinhações do ciclo junino;
Conhecer a história dos santos padroeiros: Santo Antônio, São João e São Pedro.
Procedimentos Metodológicos:
Organizar grupos para iniciação da pesquisa;
Leitura de textos informativos;
Leitura de músicas (canto) e poesias juninas;
Pesquisa em livros e na Internet;
Informes sobre o perigo de soltar balões e os cuidados necessários com os fogos de artifício.
Para as 1ª séries, leitura e atividades próprias para as mesmas, como ditado e caça-palavras;
Para as 2ª séries, leitura, reprodução de texto coletiva (oral e escrita), ditado;
Para as 3ª e 4ª séries, leitura, reprodução de texto em duplas (digitadas) e escrita de músicas juninas.
Recursos:
Internet.
Avaliação:
Será baseada na participação e envolvimento de cada aluno.
VIVA SÃO JOÃO!!!!!
Projeto: Hora da Conversa
Público alvo: Ciclo I do Ensino Fundamental.
Disciplina: Informática Educacional
Professora: Celina Damasceno
Justificativa:
O bate-papo é uma ferramenta da Internet que permite comunicação em tempo real entre uma ou mais pessoas, ou seja, os participantes mantêm contato enquanto estão conectados, mesmo que estejam espalhados por partes distantes do mundo. Essa forma de comunicação baseia-se na troca de mensagens escritas e/ou faladas através do microfone.
Trata-se de um recurso com potencial mobilizador e agregador que pode ser explorado em variadas situações educativas que possibilitem exercitar a habilidade de síntese, pois demanda velocidade na escrita para elaboração de mensagens curtas e objetivas em um espaço determinado de tempo. Esse recurso também requer certa agilidade na leitura para a identificação das temáticas que vão sendo abordadas durante a conversa. Essa identificação evita repetições desnecessárias.
Existem muitos provedores com sala de bate-papo e alguns programas de mensagens instantâneas que podem ser utilizados. Para atividades educacionais, sugere-se o uso de salas restritas a grupos específicos, já que o intuito é discutir e aprofundar temas de interesse de um grupo, além de exercitar habilidades de comunicação digital.
Objetivos:
Desenvolver habilidades de comunicação digital por meio das ferramentas de bate-papo e seus recursos;
Complementar atividades educacionais de qualquer área do conhecimento;
Discutir os cuidados e regras de etiquetas (netiquetas) em salas de bate-papo (responsabilidade digital);
Estimular a troca e a cooperação entre o grupo;
Trabalhar habilidades de escrita e leitura no contexto digital;
Conhecer e socializar entre grupos da escola e/ou escolas da região do ABC e/ou demais localidades do nosso país.
Recursos:
Computadores conectados à Internet, com permissão de acesso às salas de bate-papo.
Programas:
Ferramentas de bate-papo, com a possibilidade de agendamento de salas, disponíveis em portais gratuitos.
Metodologia:
Antes
Conhecendo o que os alunos sabem e o que desejam saber a respeito do bate-papo e do tema “conversa virtual”.
Apresentar a proposta aos alunos, comentando que nas próximas aulas eles vão trabalhar com bate-papo virtual.
Fazer diagnóstico do que os alunos sabem a respeito dessa forma de comunicação, possibilitando conhecer a familiaridade deles com a ferramenta e os recursos disponíveis, além de proporcionar uma reflexão sobre comportamento e postura ética em um bate-papo educativo.
Registrar seus repertórios iniciais em um processador de texto (Word) e salvar o arquivo em pasta própria.
Durante
Preparando os alunos para o bate-papo.
Agendar uma sala de bate-papo com antecedência, indicando data, horário, nome da sala e se há ou não senha de acesso; conectar o MSN e/ou Orkut.
Pedir aos alunos que já conhecem um pouco da ferramenta para que auxiliem aos colegas que ainda não conhecessem.
Definir combinados com os alunos: usar nomes, em vez de apelidos, para facilitar a identificação dos participantes: escrever utilizando a norma culta da língua e manter o foco no tema a ser discutido.
Apresentar regras de netiqueta, a etiqueta da Internet, como não digitar apenas em letra maiúscula, pois isso significa gritar.
Informar aos alunos que se conversarem com algum convidado, pedirem o perfil dele (quem é, o que faz) com antecedência. Ou dividir papéis entre os próprios alunos: um grupo envia as perguntas e o outro fica responsável pelas respostas.
Na hora do bate-papo
Acompanhar a conversa, fazendo intervenções segundo os combinados e relembrando a necessidade do uso da norma culta e/ou inserindo questões e comentários para animar o grupo.
Copiar integra do bate-papo para posterior análise e aprofundamento das questões levantadas pelo grupo.
Depois
Salvar na íntegra o bate-papo e deixar disponível para ser lida pelos alunos.
Refletir juntamente com os alunos as dúvidas que não foram respondidas.
Avaliação:
Realizar-se-á continuamente, antes, durante e após o bate-papo, possibilitando a auto-avaliação de cada aluno, registrando o que aprendeu com essa atividade.

Projeto: Leitura e Escrita

Disciplina: Informática Educacional
Público Alvo: 1ª a 4ª séries
Duração: Ao longo do ano letivo/2007
Professora: Celina Damasceno
Justificativa:
Incorporar o uso de novas tecnologias, entendendo-as como múltiplas linguagens (verbais ou não verbais) possibilitam a criação de novos ambientes de aprendizagem; novas formas de construção de conhecimento; expressão da sensibilidade e criatividade; formação de valores; diferentes formas de representação da realidade; ampliação da leitura e escrita; processos cooperativos de produção de conhecimento. Permite, ainda, o diálogo do pensamento com o contexto e com o outro.
Objetivos:
Desenvolver produções textuais relacionadas a temáticas diversas para a criação de um banco de textos, auxiliando no processo de leitura e escrita.
Trabalhar a coordenação motora através de atividades rítmicas de músicas e gestos; Desenvolver a oralidade através do conto de histórias; Motivar a leitura virtual de textos e imagens dos alunos; Estimular nos alunos o interesse em construir textos, digitando-os no computador.
Procedimentos metodológicos:
Apresentar aos alunos o processador de textos, o teclado e estimular a produzirem textos diversos. Podem ser escritos diversos tipos de gêneros textuais. O importante é permitir que a criatividade se desenvolva.
Selecionar sites que permitam as crianças fazerem leitura e posteriormente, recontar e/ou reescrever digitando;
Permitir que possam escolher músicas conhecidas de seus repertórios para que utilizem o editor de textos e o gravador de som.
Organizar duplas produtivas, considerando a hipótese de escrita em que as crianças se encontram, para que uma auxilie a outra na escrita;
Fazer listas como: de nomes, de flores, respeitando a ordem alfabética;
Realizar ditados de palavras conhecidas pelas crianças;
Fazer a correção das atividades juntamente com as duplas ou grupos.
Recursos:
Micros e seus softs (editor de textos, gravador de som, internet).
Avaliação:
Realizar-se-á continuamente, respeitando as necessidades de cada educando.
Projeto: Rádio Novela/2007
Público Alvo: 3ª e 4ª séries.
Duração: 01 bimestre.
Disciplina: Informática Educacional
Justificativa:
“Os meios de comunicação social possuem três funções: informar, entreter e educar. Informar se refere à comunicação dos fatos que ocorrem no contexto social; educar, a capacidade que tem o homem para enfrentar-se com este contexto e entreter é transportar mentalmente o espectador para longe do seu contexto, objetivando-lhe proporcionar descanso”. Nesse sentido, este projeto visa valorizar e transportar mentalmente o espectador, por meio da rádio novela, buscando contemplar a imaginação de cada espectador conforme cada história contada.
Objetivos:
Valorizar os meios de comunicação, rádio e internet;
Reproduzir e criar pequenos textos.
Procedimentos:
Serão desenvolvidos em 02 momentos:
1º Momento (sala de aula):
Formar grupos produtivos de alunos, ou seja, intervir na formação dos grupos impedindo que se forme grupos homogêneos;
Auxiliar na escolha dos temas (histórias);
Orientar para que cada aluno produza uma propaganda, afim de que a novela seja gravada e apresentada em partes;
Orientar para que cada aluno faça a apresentação da propaganda elaborada;
Orientar para que escolham um nome para o grupo e para a rádio;
Selecionar os livros indicados pelos grupos para que possam ler e resumir a obra escolhida;
Auxiliar na escrita da síntese, orientando-os em relação à ortografia das palavras, pontuação e segmentação da narração, bem como, na introdução das propagandas no texto, a fim de facilitar na gravação da novela.
2º Momento (sala de informática):

Orientar para que acessem e explorem o soft gravador de som nos micros. Após este primeiro contato, iniciar a gravação da novela;
Orientar para que haja respeito por parte dos demais grupos em relação ao grupo que iniciará a gravação, contemplando-o com o SILÊNCIO;
Orientar para que enquanto um grupo estiver gravando sua novela, os demais prestem atenção para que possam vir a melhorar e/ou ampliar seu trabalho;
Orientar em relação a como salvar a novela produzida no micro e a apresentá-la para os demais colegas da sala;
Orientar e organizar cronograma para que cada grupo apresente o trabalho produzido para as demais séries da Unidade Escolar.

Recursos:
Livros de histórias (contos infantis);
Papel, lápis e/ou caneta e borracha;
Micro: Soft gravador de som;
Máquina fotográfica.

Avaliação:
Dar-se-á continuamente durante a realização do projeto, através da observação e da participação de cada aluno.




0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home