ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL

Sunday, July 13, 2008

ÁLBUM/2008 - 1º SEMESTRE



SOFT TURMA DA MÔNICA





SOFT OS CAÇA-PISTAS















PROJETO/FANFARRA-2008
















PROJETO: LEITURA E ESCRITA DIGITAL






















PROJETO INTERDISCIPLINARES/2008

ETI. Professor Antonio de Campos Gonçalves.
Séries: Todas as séries do Ensino Fundamental Ciclo l
Professora Responsável: Elice Maria Souza Moraes
Trabalho Interdisciplinar: Conexão entre todas as Oficinas de Enriquecimento Curricular
Ano: 2008
Projeto: O Mundo do Circo
Objetivos
Desenvolver plenamente as habilidades e competências do educando ampliando ainda mais a criatividade, despertando a curiosidade, interesse, e levando-os a pesquisa.
Sensibilização:
Trazer artistas como, palhaços, mágicos, acrobatas, malabaristas, entre outros que for possível, que eles façam apresentações e sejam entrevistados pelos alunos que são os maiores interessados nas apresentações.
Concretização:
Após as atividades dos artistas propiciar atividades de pesquisas para que as crianças consigam inteirar-se de como e desde quando existe o circo, quais as evoluções e condições de vida dos artistas, como vivem, como se preparam e se apresentam.
Como o texto aqui selecionado:
Curiosidades » O Circo
Por Christiane Araújo Angelotti
"Hoje tem marmelada? Tem, sim senhor!
E o palhaço o que é? É ladrão de mulher!"
Quantas lembranças esse conhecido bordão nos traz! No dia 27 de março é
comemorado o dia do circo. Essa data foi escolhida para homenagear o palhaço brasileiro Piolin, que nasceu nesse dia, no ano de 1897, na cidade de Ribeirão Preto, São Paulo.
Piolin, foi um dos grandes palhaços do Brasil, se destacando por sua alegria e criatividade.
O circo é um espetáculo popular muito antigo, teve origem em povos viajantes.
O espetáculo do circo reúne artistas com habilidades diversas cujo intuito é divertir e entreter a platéia.
Entre as artes apresentadas pelo circo podemos citar: o malabarismo, palhaços, acrobacia, equilibrismo, magia, teatro, adestramento de animais, show de dança entre outros.
Existem vários tipos de circo: circo de rua, circo tradicional, circo chinês, circo russo, etc.
Há indícios arqueológicos de que o circo tenha surgido na China há mais de 5.000 anos.
Na Grécia Antiga, séculos antes de Cristo, havia espetáculos com animais amestrados e competições de homens.
Na Roma Imperial, os espectadores se reuniam para assistir e apostar nas corridas de bigas.
O maior dos circos romanos chamava-se Maximus, feito de pedra e com capacidade para 150 mil pessoas.
Na Idade Média, muitos grupos de equilibristas, malabaristas e ilusionistas se apresentavam em feiras populares. Eram conhecidos como "Saltimbancos", e viajavam pela Europa se apresentando por cada um dos lugares por onde passavam.
Nessa mesma época, na Itália, havia os bobos da corte, artistas do riso que moravam nos castelos para animar as festas com suas brincadeiras e músicas. Suas roupas eram coloridas e alegres. Surgiram assim o Arlequim, Pierrô e Colombina.
O apogeu do circo deu-se no século XIX, onde contava com inúmeras atrações como: números com animais vindos de todas as partes do mundo e artistas com diferentes habilidades.
O circo atual é composto por lona ou tenda, palco ou picadeiro, a arquibancada.
Em geral quem trabalha no circo mora nele. Leva uma vida de nómade, viajando por lugares diversos.
O Circo encanta, nos faz sonhar, nos emociona, diverte!
Feliz de quem já foi a um circo, já sentiu de perto esse mundo mágico. Parabéns ao circo e aos nossos artistas!
Proibida reprodução deste artigo sem autorização prévia da autora. E-mail: chris@angelotti.eti.br
Recursos Materiais:
Todos os materiais necessários que estejam disponíveis na Unidade Escolar, como: papéis, cola, tinta, e aqueles que serão necessários como maquilagem, confecção de fantasias, entre outros que deverão ser providenciados pela Direção Escolar.
Os professores deverão propor atividades circenses em conexão com os professores de educação física, e também artes.
Montagem de laboratório ou oficinas de maquiagem, contador de histórias, bonecas falantes, pernas de pau, palhaços, malabaristas, mágicos, acrobatas e outros que forem adequados e possam atender as necessidades dos educandos.

Oficina: Contadores de Histórias Apresentação:
Ouvir histórias é muito divertido para a criança, dá prazer a ela. E, ao mesmo tempo, é um exercício estimulante que ajuda no seu desenvolvimento.
Ouvindo, ela cria e recria os personagens, monta cenários, imagina a ação. Ouvindo, ela procura compreender, acompanhar o enredo, entender como se organiza uma história, procurar o seu significado, tentar decifrar como é que os personagens pensam.
E tudo isso é um bom exercício para a inteligência.
Mas ouvir histórias é muito divertido para todas as idades! Quem é que não gosta de ouvir um conto, uma lenda ou uma fábula?
Utilizando a arte do teatro e dos contadores de histórias, com seus contos de fadas, folclore, fábulas, lendas ou contos brasileiros, os alunos serão preparadas para levar a magia da leitura para pessoas de todas as idades, moradores de comunidades que vivem em risco pessoal, orfanatos, asilos, creches comunitárias, escolas públicas, entre outros.
"Quem conta um conto aumenta um ponto, uma vírgula, uma exclamação e uma boca aberta diante da possibilidade de se construir um mundo melhor - povoado de histórias!"
Boneca Falante:
Poderão participar alunas de 4.ª série, 3ª ou 2ª série a aluna maior poderá encenar com a aluna pequena como se esta fosse sua boneca e fosse falante. Pode ser até a Emilia e Narizinho de Monteiro Lobato. A pequena é a Emília e a menina maior faz a fala da Narizinho. Os professores deverão fazer a inscrição e seleção das alunas que deverão participar da encenação.
Alguns brinquedos poderão ser providenciados para que as crianças possam experimentar além do conhecimento também o lazer, como é o caso de:
- piscina de bolinhas;
- cama elástica;
- teatro de fantoches;
- cachorrinho adestrado;
- ventríloquo.

Oficina de Maquiagem
A Oficina de Maquiagem consiste na aplicação de técnicas de pintura facial.
O aprendiz exercita suas habilidades lidadas ao desenho, formas e a criatividade, na elaboração da pintura faciais.
Ensina passo a passo a transformação do rosto, produtos a serem usados, firmeza no traço. O aluno faz sua maquiagem e cria o palhaço.

Oficina de Teatro e Esculturas:
A Oficina de Teatro tem uma proposta metodológica que une arte e educação, criando nos indivíduos não tanto aptidões artísticas específicas, mas, sobretudo um desenvolvimento global da personalidade, através de formas diversificadas e complementares de atividades expressivas, criativas e sensibilizadoras.

Oficina de Palhaço
Os alunos poderão treinar a apresentação de alguns números e apresentá-los para os colegas e comunidade escolar, demonstrando assim a importância do palhaço e também homenageando grandes nomes de palhaços que temos na história como é o caso do "Carequinha", "Arrelia", Torresmo e Pururuca" entre outros.

Bibliografia:
Fonte
http://www.albanytula.org/artcircus.htm
http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/circo/home
http://pt.wikipedia.org/wiki/Circo/O_Circo_no_Brasil
Veja também :
http://www. spacial. com. br/
http://www.academiadecirco.com.br/
Curiosidades
Livros:
O Circo
Autores: IVAN ZIGG e MARCELLO ARAÚJO Editora: Nova Fronteira
Tem Bicho no Circo
Autor: ZIRALDO Editora: Melhoramentos
Todo Mundo Vai ao Circo
Autora: GILLES EDUAR Editora: Companhia das Letrinhas
Be e Lelê no Circo
Autor: GERTI MAUSER-LICHTL Editora: Leitura
Rita Sapeca Brinca de Circo
Autor: FRANCOIS GILSON Editora: Larousse Júnior
Cole e Pinte Miau no Circo
Autor: MARIA LUISA A. LIMA PAZ Editora: Girassol
Coisas de Circo
Autor CIDA MEIRA Editora: ícone
Alegria e Diversão no Circo - Maleta
Editora: Edições Chocolate
Cirquinho Maternal: Educação Infantil
Autor GISLENE LATESSA Editora: Ática
O Circo Chegou
Autor: LÚCIA PIMENTEL DE SAMPAIO GÓES Editora: Scipione
O Circo da Lua
Autor: EVA FURNARI Editora: Ática
E o Palhaço o que é?
Autor: PAULA REGIS JUNQUEIRA Editora: Villa Rica
Clifford no Circo
Autor NORMAN BRIDWELL
Editora: Cosac & Naify
Cds:
-O Grande Circo Místico
EDU LOBO & CHICO BUARQUE
Universal Music;
-Circo
Coletânea Nacional
Atração

PROJETOS/2008 - 1ºSEMESTRE

ETI.PROF. ANTONIO DE CAMPOS GONÇALVES
Projeto: Leitura e Escrita Digital
Disciplina: Informática Educacional
Público Alvo: 1ª a 4ª séries
Duração: Ao longo do ano letivo/2008
Professora: Celina Damasceno
Justificativa:
Incorporar o uso de novas tecnologias, entendendo-as como múltiplas linguagens (verbais ou não verbais) possibilitam a criação de novos ambientes de aprendizagem; novas formas de construção de conhecimento; expressão da sensibilidade e criatividade; formação de valores; diferentes formas de representação da realidade; ampliação da leitura e escrita; processos cooperativos de produção de conhecimento. Permite, ainda, o diálogo do pensamento com o contexto e com o outro.
Objetivos:
Desenvolver produções textuais relacionadas a temáticas diversas para a criação de um banco de textos, auxiliando no processo de leitura e escrita.
Trabalhar a coordenação motora através de atividades rítmicas de músicas e gestos;
Desenvolver a oralidade através do conto de histórias;
Motivar a leitura virtual de textos e imagens dos alunos;
Estimular nos alunos o interesse em construir textos, digitando-os no computador.
Procedimentos metodológicos:
Apresentar aos alunos o processador de textos, o teclado e estimular a produzirem textos diversos. Podem ser escritos diversos tipos de gêneros textuais.
O importante é permitir que a criatividade se desenvolva.
Selecionar sites que permitam as crianças fazerem leitura e posteriormente, recontar e/ou reescrever digitando;
Permitir que possam escolher músicas conhecidas de seus repertórios para que utilizem o editor de textos e o gravador de som.
Organizar duplas produtivas, considerando a hipótese de escrita em que as crianças se encontram, para que uma auxilie a outra na escrita;
Fazer listas como: de nomes, de flores, respeitando a ordem alfabética;
Realizar ditados de palavras conhecidas pelas crianças;
Fazer a correção das atividades juntamente com as duplas ou grupos.
Recursos:
Micros e seus softs (editor de textos, gravador de som, internet).
Avaliação:
Realizar-se-á continuamente, respeitando as necessidades de cada educando.



ETI.PROF. ANTONIO DE CAMPOS GONÇALVES
PROJETO: JOGOS EDUCATIVOS
Disciplina: Informática Educacional
Público Alvo: 1ª a 4ª séries
Duração: Ano letivo/2008
Professora Responsável: Celina Damasceno
Justificativa:
Os jogos de computador permitem um ajuste de nível de dificuldade conforme as habilidades do jogador e provêem um feedback claro e imediato e dá aos jogadores escolhas e controle sobre suas ações. Também despertam a fantasia e a curiosidade, além de oportunidades para colaborar, competir, ou socializar-se com os outros jogadores.
Por outro lado, através dos jogos, a criança desenvolve maiores habilidades de leitura e compreensão, bem como o pensamento crítico.

Objetivos:
Auxiliar no desenvolvimento de habilidades motoras;
Estimular a leitura;
Respeitar regras;
Familiarizar-se com o alfabeto;
Identificar letras e palavras, cores e formas;
Desenvolver habilidades de observação e concentração;
Desenvolver as percepções visuais, auditivas e o raciocínio;
Promover a socialização.
Recursos:
Computador/Internet e suas ferramentas.
Avaliação:
Baseada na observação e participação de cada criança.
Sites e jogos:
Smartkids: Introdução ao alfabeto (jogo das letras);
Seqüência Lógica (formas geométricas e cores);
Jogo dos ovinhos.
Iguinho: Caça-palavras;
Memória;
Sete erros.
Qdivertido: Tangram



ETI.Prof.Antonio de Campos Gonçalves
Projeto: Rádio Novela/2008
Público Alvo: 3ª séries.
Duração: 1º e 2º bimestre.
Disciplina: Informática Educacional
Professor Responsável: Celina Damasceno
Justificativa:
“Os meios de comunicação social possuem três funções: informar, entreter e educar. Informar se refere à comunicação dos fatos que ocorrem no contexto social; educar, a capacidade que tem o homem para enfrentar-se com este contexto e entreter é transportar mentalmente o espectador para longe do seu contexto, objetivando-lhe proporcionar descanso”. Nesse sentido, este projeto visa valorizar e transportar mentalmente o espectador, por meio da rádio novela, buscando contemplar a imaginação de cada espectador conforme cada história contada.
Objetivos:
Valorizar os meios de comunicação, rádio e internet;
Reproduzir e criar pequenos textos.
Procedimentos:
Serão desenvolvidos em 02 momentos:
1º Momento (sala de aula):
Formar grupos produtivos de alunos, ou seja, intervir na formação dos grupos impedindo que se forme grupos homogêneos;
Auxiliar na escolha dos temas (histórias);
Orientar para que cada aluno produza uma propaganda, afim de que a novela seja gravada e apresentada em partes;
Orientar para que cada aluno faça a apresentação da propaganda elaborada;
Orientar para que escolham um nome para o grupo e para a rádio;
Selecionar os livros indicados pelos grupos para que possam ler e resumir a obra escolhida;
Auxiliar na escrita da síntese, orientando-os em relação à ortografia das palavras, pontuação e segmentação da narração, bem como, na introdução das propagandas no texto, a fim de facilitar na gravação da novela.
2º Momento (sala de informática):
Orientar para que acessem e explorem o soft gravador de som nos micros. Após este primeiro contato, iniciar a gravação da novela;
Orientar para que haja respeito por parte dos demais grupos em relação ao grupo que iniciará a gravação, contemplando-o com o SILÊNCIO;
Orientar para que enquanto um grupo estiver gravando sua novela, os demais prestem atenção para que possam vir a melhorar e/ou ampliar seu trabalho;
Orientar em relação a como salvar a novela produzida no micro e a apresentá-la para os demais colegas da sala;
Orientar e organizar cronograma para que cada grupo apresente o trabalho produzido para as demais séries da Unidade Escolar.
Recursos:
Livros de histórias (contos infantis);
Papel, lápis e/ou caneta e borracha;
Micro: Soft gravador de som;
Máquina fotográfica.
Avaliação:
Dar-se-á continuamente durante a realização do projeto, através da observação e da participação de cada aluno.



ETI PROF. ANTONIO DE CAMPOS GONÇALVES
PROJETO: HISTÓRIAS EM QUADRINHOS
DISCIPLINA: INFORMÁTICA EDUCACIONAL
PÚBLICO ALVO: 3ªs E 4ªs SÉRIES
DURAÇÃO: DECORRER DO ANO LETIVO/2008
PROFESSOR RESPONSÁVEL: CELINA DAMASCENO
JUSTFICATIVA:
O trabalho por meio de histórias em quadrinhos é considerado um processo inovador, lúdico, motivador e de grande fixação conteudística, porque permite ao aluno vivenciar cada segmento apresentado. É considerado um trabalho excelente, amplo, bem estruturado tanto técnico quanto pedagógico.
E, segundo Rubem Alves, só conservamos na memória e aprendemos aquilo que nos é significado e possui relações com o nosso universo sócio-cultural. As Histórias em Quadrinhos (HQs), como um recurso de apoio didático, nos permitem abordar conteúdos e conceitos em qualquer área e nível de aprendizagem, por tratar-se de um material comumente acessado pelos alunos para entretenimento e lazer.
OBJETIVOS:
Desenvolver um trabalho de linguagem, que leve o aluno a observar, perceber, descobrir, refletir sobre o mundo, interagir com seu semelhante através do uso funcional de linguagens, bem como, desenvolver nos alunos habilidades em leitura, ortografia, produção de texto, gramática textual, elementos da narração e elementos básicos dos diálogos.
Desenvolver o protagonismo juvenil e a autonomia na elaboração e execução de projetos escolares.
Produzir e reproduzir textos, bem como, auxiliar na leitura e escrita.
METODOLOGIA:
Formar grupos produtivos de alunos, ou seja, intervir na formação dos grupos impedindo que se forme grupos homogêneos;
Indicar tema central (Meio Ambiente) e subtemas relacionados ao tema;
Distribuir os subtemas entre os grupos;
Orientar para que escolham um nome para o grupo e um líder;
Orientar para que pesquisem via internet os assuntos distribuídos, bem como, a elaboração de uma história em quadrinho;
Auxiliar na escrita, orientando-os em relação à ortografia das palavras, pontuação e segmentação da narração;
Orientar em relação às gravuras que podem copiar e colar de outros programas e/ou utilizar as mesmas do soft Kid Pix;
Orientar para que acessem e explorem as ferramentas do soft Kid Pix, para a produção escrita das histórias em quadrinhos;
Orientar em relação a como salvar o trabalho produzido durante cada aula
RECURSOS:
Micros conectados à Internet;
Soft Kid Pix (Editor de textos);
Máquina digital.
AVALIAÇÃO:
Dar-se-á continuamente durante a realização do projeto, através da observação e da participação de cada aluno.

Saturday, October 13, 2007

ÁLBUM/2007


PESQUISA/NET


LEITURA E ESCRITA




JOGOS




EXIBIÇÃO/FILMES


SOFT PAINT







FANFARRA/2007



RÁDIO NOVELA








































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































Tuesday, July 24, 2007

Projetos Interdisciplinares/2007

PROJETO FANFARRA

Disciplinas:
Interdisciplinar
Público Alvo:
1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental (Ciclo I)
Duração:
Ano letivo/2007

Justificativa:
Vivemos numa época conturbada. A crise entre valores permanentes e os novos valores emergentes da nossa sociedade em transição, coloca em risco o ético e o estético.
Mais doloroso ainda é a situação psicológica de adolescentes e jovens que, no processo natural de aculturação, necessitam de modelos positivos a imitarem, na auto-afirmação de suas personalidades em formação.
Este projeto prevê o desenvolvimento de várias formas de participação e integração onde o cidadão será possibilitado de exercer sua criatividade, a iniciativa, a reflexão, a auto disciplina e a solidariedade.
A prática da cidadania, pelo exercício da participação em projetos coletivos, melhora a auto-estima e isto traz reflexo imediato na Qualidade de Vida, com importante retorno qualitativo para as organizações. Por outro lado, a criatividade e o gosto estético é algo que se aprende e se desenvolve.
É fundamental para o sucesso e continuidade desta integração, que todos os envolvidos tenham consciência da sua importância e de seu papel contribuinte para essa filosofia de valorização da vida.
Haveremos de provar a nós mesmos, que os valores perenes da Participação, da Amizade, da Iniciativa e da Solidariedade, não podem sucumbir-se por nossa omissão, personalismo ou descaso.
Objetivos:
Resgatar primeiramente os valores da participação para a reconstrução de uma comunidade com ideais de cidadania, bem como estabelecer uma nova proposta extracurricular aos alunos desta comunidade, visando assim à ampliação de conhecimento e de cultura, agindo como um bom modelo a ser seguido a aqueles que estão em fase de amadurecimento de sua personalidade;
Integrar a comunidade escolar;
Privilegiar a Unidade escolar no desfile de 07 de Setembro e/ou possíveis eventos futuros.

Procedimentos Metodológicos:
Apresentar às crianças os instrumentos disponíveis no espaço escolar (caixa, bombo fuzileiro, contra surdo, surdo, prato e corneta);
Pesquisar junto com as crianças na Internet a história da fanfarra;
Selecionar as crianças conforme adequação de instrumentos;
Organizar dias e horários para os ensaios;
Organizar pelotão de marcha;
Selecionar tema para apresentação no desfile de 07 de Setembro;
Manter os ensaios durante o período letivo/2007;
Buscar conhecer, aprender e ensinar novos ritmos para a fanfarra.
Recursos:
Instrumentos de percussão e cornetas, bandeiras, varetas, cartolina e/ou papel color set, papel contact, máquina fotográfica digital, computadores, CD, TV, DVD.

Avaliação:
Será realizada de forma contínua, considerando os seguintes aspectos: envolvimento, participação e interesse no decorrer dos ensaios e apresentações.

Professora Responsável:
CELINA DAMASCENO (INFORMÁTICA EDUCACIONAL)
Projeto: “SEM SAÚDE NÃO HÁ VIDA”
PROFESSORAS RESPONSÁVEIS:
CELINA, IRACEMA, LUCIANA, MARIA LÚCIA, CÍCERA E LINA.
PÚBLICO ALVO: 2ª séries
1-JUSTIFICATIVA
O Projeto "Sem saúde não há vida", é uma proposta que possibilita e garante uma aprendizagem efetiva e transformadora de atitudes e hábitos de vida.Ao educar para a saúde e para a higiene, de forma contextualizada esistemática, toda a equipe contribui de forma decisiva na formação decidadãos capazes de atuar em favor da melhoria dos níveis de saúde pessoal e da coletividade.Tratar de higiene e saúde tem sido um desafio para a educação, no que se refere à possibilidade de garantir uma aprendizagem efetiva e transformadora de atitudes e hábitos.As experiências mostram que transmitir informações a respeito dofuncionamento do corpo e descrição das características das doenças, bem como, um elenco de hábitos de higiene, não é suficiente para que os alunos desenvolvam atitudes de vida saudável.É preciso educar para a saúde, levando em conta todos os aspectos envolvidos na formação de hábitos e atitudes que acontecem no dia-a-dia da escola.
2- OBJETIVO GERAL
O objetivo principal do Projeto "Sem saúde não há vida" é conscientizar os alunos para o direito à saúde, sensibilizá-los para a busca permanente da compreensão de seus determinantes e capacitá-los para a utilização de medidas prática de promoção, proteção e recuperação da saúde.

3- OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Levar o aluno a perceber a necessidade de adquirir bons hábitos dehigiene;
Identificar doenças causadas por falta de higiene;
Discutir as formas de higiene corporal, bucal, etc.;
Estimular para a prática correta de tomar banho, cortar as unhas ecabelos;
Adotar hábitos de autocuidado, respeitando as possibilidades e limites do próprio corpo.

4- DESENVOLVIMENTO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA
Eis aqui algumas informações que facilitarão o trabalho realizado com os alunos.São informações variadas, enfocando sempre a prática da higiene corporal.Vale lembrar que, nós, educadores, somos o exemplo vivo para os alunos, portanto, assim como orientá-los, devemos praticar
corretamente as normas de higiene.
Banho: A pele tem milhões de glândulas especiais que produzem suor, e outras que produzem uma substância parecida com o sebo. A falta de banho provoca o acúmulo gradativo dessas substâncias, que se somam às sujeiras exteriores (poeiras, terra, areia, etc.). A conseqüência é o aparecimento de assaduras, além do odor (mau cheiro) desagradável, e o risco de aparecimento de piolhos e sarna. Frisar a importância do banho diário em países de clima quente, como no nosso, e destacar o banho de chuveiro, que é mais higiênico.
SUGESTÕES:
Realizar na sala de aula a "Feira do banho", trazendo todos os objetos envolvidos na higiene corporal.
Mante-los num pequeno balcão e esta exposição poderá ser usada toda vez que o assunto permitir.

Unhas: Cortar as unhas e mantê-las sempre limpas são medidas importantes para prevenir certas doenças. Quando a pessoa coloca a mão na boca, a sujeira armazenada debaixo das unhas pode dar origem à verminose e outras doenças intestinais. Além disso, valorizar os aspectos estéticos relacionados à beleza das unhas. E procurar eliminar o hábito de roer unhas.

Vestuário: O corpo humano regula, automaticamente, sua temperatura quando exposto ao frio ou calor. Entretanto, quando há exposição aos excessos de temperatura, podem surgir alterações no organismo. Mostrar que o vestuário é importante na manutenção da temperatura corporal.SUGESTÕES:

Utilizar cartazes ou murais para mostrar hábitos de vestuáriosdo Brasil e de outros países, sob as mais diferentes condições climáticas.
Mostrar a importância do sol na higiene da roupa.
Destacar a necessidade de se usarem roupas sempre limpas, e de ter um lugar para guardar roupas sujas.
Mostrar a necessidade de andar calçado. Se os pés não estiverem protegidos, correm o risco de sofrer muitas agressões ou machucados, por pregos, espinhos, pedras, etc.
Além disso, os pés descalços são portas abertas às verminoses (amarelão, lombriga, solitária) e outras doenças, como o tétano.

Dentes: Existe uma íntima relação entre dentes bem cuidados e boa saúde.A pessoa com dentes estragados não mastiga direito; a qualquer momento pode sofrer violentas dores; e existe sempre o perigo de doenças muito sérias, como reumatismo infeccioso, que pode ter nos dentes podres a sua origem.Mostrar ao aluno que a cárie é o resultado da ação dos micróbios sobre restos de alimentos retidos entre os dentes. Portanto, a limpeza correta dos dentes impede a formação das cáries. É importante mostrar aos alunos que os dentes de leite devem ser cuidados da mesma forma que os dentes permanentes.Essa importância decorre não só da necessidade de se criarem bons hábitos higiênicos, mas também do fato de que o dente de leite estragado pode afetar o organismo, inclusive prejudicando os novos dentes que virão.Destacar os fatores estéticos e emocionais relacionados com os bons dentes:a beleza de um sorriso;
o mal-estar causado a sim e aos outros pelo mau hálito.

Cabelos: Devem ser cortados habitualmente. E lavados com shampoo ou sabão diariamente, ou então, duas vezes por semana.Destacar os fatores estéticos relacionados com cabelos limpos, cheirosos e bem cortados.Mostrar os riscos de cabelos grandes e sujos, que facilitam a proliferação de piolhos.
Fazer paródias de músicas infantis relacionadas ao tema;
Dialogar sobre o tema e fazer apresentação de cartazes para produção de texto.
Fazer pesquisas via NET.

QUESTIONAMENTOS:
Levar o aluno a refletir e questionar sobre suas atitudes higiênicas.O que posso fazer para conservar meu corpo limpo?Que cuidados devo ter com meus cabelos, unhas e dentes?Qual a melhor maneira de limpar as orelhas?Como devo conservar os meus pés? Por que?Como devem ser estar as roupas que uso par ir à escola?Que roupas devo usar para dormir?E para passear?Como devem ser as roupas nos dias de frio e calor?O professor deve também estar atento a toda e qualquer modificação no estado geral de seus alunos, pois, alteração na temperatura do corpo, dor de garganta, palidez, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarréias, podem ser sinais e sintomas de doenças transmissíveis.

5- RECURSOS
Serão utilizados: jornais, painéis, revistas, murais, apostilas, material didático-pedagógico, cartolinas, pincéis, etc.

6- AVALIAÇÃO
Percebendo que a higiene corporal é de suma importância, portanto, através desse projeto, queremos que nossos alunos sejam beneficiados, orientados e alertados da necessidade do cuidado do corpo como um todo.É um assunto abrangente, e faz-se necessário um trabalho contínuo, sempre voltado para o fator limpeza. Na oportunidade, queremos também que todos os alunos se informem das várias formas de higiene em casa, na escola, no local de estudo e trabalho.
A proposta é mostrar ao aluno que seu corpo "é fonte de vida" e que merece carinho e cuidados especiais.


Tecnologias Educacionais/2007

PROJETO: Jogos Educativos

Disciplina: Informática Educacional
Público Alvo: 1ª e 2ª séries
Duração: Ano Letivo
Justificativa:
Os jogos de computador permitem um ajuste de nível de dificuldade conforme as habilidades do jogador e provêem um feedback claro e imediato e dá aos jogadores escolhas e controle sobre suas ações. Também despertam a fantasia e a curiosidade, além de oportunidades para colaborar, competir, ou socializar-se com os outros jogadores.
Por outro lado, através dos jogos, a criança desenvolve maiores habilidades de leitura e compreensão, bem como o pensamento crítico.
Objetivos:
Auxiliar no desenvolvimento de habilidades motoras;
Estimular a leitura;
Respeitar regras;
Familiarizar-se com o alfabeto;
Identificar letras e palavras, cores e formas;
Desenvolver habilidades de observação e concentração;
Desenvolver as percepções visuais, auditivas e o raciocínio;
Promover a socialização.
Recursos:
Computador/Internet e suas ferramentas.
Avaliação:
Baseada na observação e participação de cada criança.
Sites e jogos:
Smartkids: Introdução ao alfabeto (jogo das letras);
Seqüência Lógica (formas geométricas e cores);
Jogo dos ovinhos.
Canalkids (jogo de reciclagem).
Iguinho: Caça-palavras;
Memória;
Sete erros.
Qdivertido: Tangram
Professora Responsável: Celina Damasceno

PROJETO FESTA JUNINA
Professora: Celina Damasceno
MAIO E JUNHO/2007
Disciplina: Informática Educacional
Duração: 10 aulas.
Séries: 1ª a 4ª séries
Justificativa:
Este projeto visa integrar a comunidade escolar, buscando exercer a cidadania através de ações participativas, bem como, privilegiar o acesso ao conhecimento por meio da leitura e escrita.
Objetivos:
Estimular o gosto pelas tradições populares;
Resgatar e valorizar a memória das festas juninas;
Enriquecer o conhecimento dos alunos no que se refere ao ciclo junino;
Estimular a criatividade, explorando e socializando os ritmos e compassos musicais;
Conhecer as danças, culinária e adivinhações do ciclo junino;
Conhecer a história dos santos padroeiros: Santo Antônio, São João e São Pedro.
Procedimentos Metodológicos:
Organizar grupos para iniciação da pesquisa;
Leitura de textos informativos;
Leitura de músicas (canto) e poesias juninas;
Pesquisa em livros e na Internet;
Informes sobre o perigo de soltar balões e os cuidados necessários com os fogos de artifício.
Para as 1ª séries, leitura e atividades próprias para as mesmas, como ditado e caça-palavras;
Para as 2ª séries, leitura, reprodução de texto coletiva (oral e escrita), ditado;
Para as 3ª e 4ª séries, leitura, reprodução de texto em duplas (digitadas) e escrita de músicas juninas.
Recursos:
Internet.
Avaliação:
Será baseada na participação e envolvimento de cada aluno.
VIVA SÃO JOÃO!!!!!
Projeto: Hora da Conversa
Público alvo: Ciclo I do Ensino Fundamental.
Disciplina: Informática Educacional
Professora: Celina Damasceno
Justificativa:
O bate-papo é uma ferramenta da Internet que permite comunicação em tempo real entre uma ou mais pessoas, ou seja, os participantes mantêm contato enquanto estão conectados, mesmo que estejam espalhados por partes distantes do mundo. Essa forma de comunicação baseia-se na troca de mensagens escritas e/ou faladas através do microfone.
Trata-se de um recurso com potencial mobilizador e agregador que pode ser explorado em variadas situações educativas que possibilitem exercitar a habilidade de síntese, pois demanda velocidade na escrita para elaboração de mensagens curtas e objetivas em um espaço determinado de tempo. Esse recurso também requer certa agilidade na leitura para a identificação das temáticas que vão sendo abordadas durante a conversa. Essa identificação evita repetições desnecessárias.
Existem muitos provedores com sala de bate-papo e alguns programas de mensagens instantâneas que podem ser utilizados. Para atividades educacionais, sugere-se o uso de salas restritas a grupos específicos, já que o intuito é discutir e aprofundar temas de interesse de um grupo, além de exercitar habilidades de comunicação digital.
Objetivos:
Desenvolver habilidades de comunicação digital por meio das ferramentas de bate-papo e seus recursos;
Complementar atividades educacionais de qualquer área do conhecimento;
Discutir os cuidados e regras de etiquetas (netiquetas) em salas de bate-papo (responsabilidade digital);
Estimular a troca e a cooperação entre o grupo;
Trabalhar habilidades de escrita e leitura no contexto digital;
Conhecer e socializar entre grupos da escola e/ou escolas da região do ABC e/ou demais localidades do nosso país.
Recursos:
Computadores conectados à Internet, com permissão de acesso às salas de bate-papo.
Programas:
Ferramentas de bate-papo, com a possibilidade de agendamento de salas, disponíveis em portais gratuitos.
Metodologia:
Antes
Conhecendo o que os alunos sabem e o que desejam saber a respeito do bate-papo e do tema “conversa virtual”.
Apresentar a proposta aos alunos, comentando que nas próximas aulas eles vão trabalhar com bate-papo virtual.
Fazer diagnóstico do que os alunos sabem a respeito dessa forma de comunicação, possibilitando conhecer a familiaridade deles com a ferramenta e os recursos disponíveis, além de proporcionar uma reflexão sobre comportamento e postura ética em um bate-papo educativo.
Registrar seus repertórios iniciais em um processador de texto (Word) e salvar o arquivo em pasta própria.
Durante
Preparando os alunos para o bate-papo.
Agendar uma sala de bate-papo com antecedência, indicando data, horário, nome da sala e se há ou não senha de acesso; conectar o MSN e/ou Orkut.
Pedir aos alunos que já conhecem um pouco da ferramenta para que auxiliem aos colegas que ainda não conhecessem.
Definir combinados com os alunos: usar nomes, em vez de apelidos, para facilitar a identificação dos participantes: escrever utilizando a norma culta da língua e manter o foco no tema a ser discutido.
Apresentar regras de netiqueta, a etiqueta da Internet, como não digitar apenas em letra maiúscula, pois isso significa gritar.
Informar aos alunos que se conversarem com algum convidado, pedirem o perfil dele (quem é, o que faz) com antecedência. Ou dividir papéis entre os próprios alunos: um grupo envia as perguntas e o outro fica responsável pelas respostas.
Na hora do bate-papo
Acompanhar a conversa, fazendo intervenções segundo os combinados e relembrando a necessidade do uso da norma culta e/ou inserindo questões e comentários para animar o grupo.
Copiar integra do bate-papo para posterior análise e aprofundamento das questões levantadas pelo grupo.
Depois
Salvar na íntegra o bate-papo e deixar disponível para ser lida pelos alunos.
Refletir juntamente com os alunos as dúvidas que não foram respondidas.
Avaliação:
Realizar-se-á continuamente, antes, durante e após o bate-papo, possibilitando a auto-avaliação de cada aluno, registrando o que aprendeu com essa atividade.

Projeto: Leitura e Escrita

Disciplina: Informática Educacional
Público Alvo: 1ª a 4ª séries
Duração: Ao longo do ano letivo/2007
Professora: Celina Damasceno
Justificativa:
Incorporar o uso de novas tecnologias, entendendo-as como múltiplas linguagens (verbais ou não verbais) possibilitam a criação de novos ambientes de aprendizagem; novas formas de construção de conhecimento; expressão da sensibilidade e criatividade; formação de valores; diferentes formas de representação da realidade; ampliação da leitura e escrita; processos cooperativos de produção de conhecimento. Permite, ainda, o diálogo do pensamento com o contexto e com o outro.
Objetivos:
Desenvolver produções textuais relacionadas a temáticas diversas para a criação de um banco de textos, auxiliando no processo de leitura e escrita.
Trabalhar a coordenação motora através de atividades rítmicas de músicas e gestos; Desenvolver a oralidade através do conto de histórias; Motivar a leitura virtual de textos e imagens dos alunos; Estimular nos alunos o interesse em construir textos, digitando-os no computador.
Procedimentos metodológicos:
Apresentar aos alunos o processador de textos, o teclado e estimular a produzirem textos diversos. Podem ser escritos diversos tipos de gêneros textuais. O importante é permitir que a criatividade se desenvolva.
Selecionar sites que permitam as crianças fazerem leitura e posteriormente, recontar e/ou reescrever digitando;
Permitir que possam escolher músicas conhecidas de seus repertórios para que utilizem o editor de textos e o gravador de som.
Organizar duplas produtivas, considerando a hipótese de escrita em que as crianças se encontram, para que uma auxilie a outra na escrita;
Fazer listas como: de nomes, de flores, respeitando a ordem alfabética;
Realizar ditados de palavras conhecidas pelas crianças;
Fazer a correção das atividades juntamente com as duplas ou grupos.
Recursos:
Micros e seus softs (editor de textos, gravador de som, internet).
Avaliação:
Realizar-se-á continuamente, respeitando as necessidades de cada educando.
Projeto: Rádio Novela/2007
Público Alvo: 3ª e 4ª séries.
Duração: 01 bimestre.
Disciplina: Informática Educacional
Justificativa:
“Os meios de comunicação social possuem três funções: informar, entreter e educar. Informar se refere à comunicação dos fatos que ocorrem no contexto social; educar, a capacidade que tem o homem para enfrentar-se com este contexto e entreter é transportar mentalmente o espectador para longe do seu contexto, objetivando-lhe proporcionar descanso”. Nesse sentido, este projeto visa valorizar e transportar mentalmente o espectador, por meio da rádio novela, buscando contemplar a imaginação de cada espectador conforme cada história contada.
Objetivos:
Valorizar os meios de comunicação, rádio e internet;
Reproduzir e criar pequenos textos.
Procedimentos:
Serão desenvolvidos em 02 momentos:
1º Momento (sala de aula):
Formar grupos produtivos de alunos, ou seja, intervir na formação dos grupos impedindo que se forme grupos homogêneos;
Auxiliar na escolha dos temas (histórias);
Orientar para que cada aluno produza uma propaganda, afim de que a novela seja gravada e apresentada em partes;
Orientar para que cada aluno faça a apresentação da propaganda elaborada;
Orientar para que escolham um nome para o grupo e para a rádio;
Selecionar os livros indicados pelos grupos para que possam ler e resumir a obra escolhida;
Auxiliar na escrita da síntese, orientando-os em relação à ortografia das palavras, pontuação e segmentação da narração, bem como, na introdução das propagandas no texto, a fim de facilitar na gravação da novela.
2º Momento (sala de informática):

Orientar para que acessem e explorem o soft gravador de som nos micros. Após este primeiro contato, iniciar a gravação da novela;
Orientar para que haja respeito por parte dos demais grupos em relação ao grupo que iniciará a gravação, contemplando-o com o SILÊNCIO;
Orientar para que enquanto um grupo estiver gravando sua novela, os demais prestem atenção para que possam vir a melhorar e/ou ampliar seu trabalho;
Orientar em relação a como salvar a novela produzida no micro e a apresentá-la para os demais colegas da sala;
Orientar e organizar cronograma para que cada grupo apresente o trabalho produzido para as demais séries da Unidade Escolar.

Recursos:
Livros de histórias (contos infantis);
Papel, lápis e/ou caneta e borracha;
Micro: Soft gravador de som;
Máquina fotográfica.

Avaliação:
Dar-se-á continuamente durante a realização do projeto, através da observação e da participação de cada aluno.




Friday, December 15, 2006

Álbum fotográfico

Projeto Fanfarra

Objetivos:
Promover a integração e a interdisciplinaridade;
Pesquisar o que é uma fanfarra;
Conhecer e formar uma fanfarra.
*Trabalho realizado com todas as crianças da UE.


Projeto Folclore
Objetivos:
Estimular a leitura;
Conhecer lendas folclóricas.
*Trabalho realizado em duplas para usar os micros e individual para ilustrar a história.















Contação de história através de objetos
Objetivos:
Promover a socialização;
Criar história.
*Trabalho realizado com todas as crianças da 2ª série A.
















Rádio novela

Objetivos:
Estimular a leitura e a reprodução de textos;
Socializar.

*Trabalho realizado em grupos





Desenho Livre
Objetivo:
Estimular a criatividade.

*Enquanto alguns alunos utilizam o soft Paint, outros desenham em folhas de sulfite.






Pesquisa/Net

Objetivos:
Estimular a leitura;
Explorar o navegador.

*Pesquisar sempre.

Wednesday, December 13, 2006

Indicações de sites educativos

www.educacional.com.br/jogos

www.alemdeeducar.com.br/jogos

www.smartkids.com.br

www.canalkids.com.br

www.cartoonnetwork.com.br/play

www.contandohistoria.com.br

www.iguinho.com.br

www.fliperama.com.br

www.jogos10.com.br

www.dolls.com.br

www.turmadamonica.com.br

www.barbie.com.br

Projetos Interdisciplinares

PROJETO FESTA JUNINA
Junho/2006

Justificativa:
Este projeto visa integrar a comemoração da festa junina com as atividades que nossa escola já vem desenvolvendo, buscando exercer a cidadania através de ações concretas, solidárias e participativas, em benefício e melhoria de vida.
Este projeto está dividido em três etapas: atividades em sala relacionadas à data, gincana e festa junina. As duas primeiras etapas vão acontecendo ao mesmo tempo.

Objetivos:
· Conhecer as características das festas juninas;
· Valorizar e demonstrar atitudes de respeito ao trabalho e ao homem do campo;
· Promover interesse e participação na gincana e na festa junina;
· Compreender a história da festa junina, bem como seu valor dentro do folclore brasileiro, destacando seus aspectos sociais e religiosos;
· Perceber a importância do trabalho em equipe e a união do mesmo.

Etapas do desenvolvimento:
Atividades em sala de aula
Ensino fundamental
Os professores de todas as disciplinas participarão do projeto desenvolvendo atividades em sala relacionadas com a data que estamos comemorando.

De 1ª a 4ª série:
Português: Explorar a leitura de textos informativos, de poesias, músicas juninas, de texto formal e informal, bem como quadrinhas, caça-palavras e cruzadinhas. Montar um livrinho com as comidas e bebidas típicas juninas.
História: Conhecer a origem das festas Juninas e os Santos do mês. Conhecer o significado das danças típicas da festa junina, como a dança do-pau-de-fitas, quadrilha e outras.
Matemática e Ciências: Conhecer as comidas típicas juninas e explorá-las no que se refere às quantidades, preços, tempo de duração da culinária, medidas de massa e fração. Fazer, como culinária, algumas das comidas típicas. Criar desafios envolvendo situações da festa junina, bem como a gincana que estamos desenvolvendo.
Artes: Produzir cartazes com as simpatias, receitas típicas e representações da festa. Ornamentar as salas e a escola.
Geografia: Localizar, geograficamente, os países que deram início às festas juninas, como França e Portugal. Fazer o mesmo no mapa do Brasil, destacando as regiões e a maneira como a festa junina é comemorada em cada uma delas.
Educação Física: Conhecer as danças típicas e apresentá-las na festa junina.
Inglês: minidicionário com palavras que fazem parte da festa junina.
Participação Social: Conhecer culturas sociais das regiões onde se comemora as festas juninas.
Filosofia: Refletir sobre costumes, tradições e cultura brasileira.
Orientação de Estudo e Pesquisa: Conhecer técnicas para a montagem e realização da pesquisa.
Informática Educacional: Utilizar o micro como fonte de pesquisa e digitação dos textos explorados.


Festa junina:A festa junina será realizada na escola, no dia __ de junho de 2006. Terá início às ___horas. Nesta festa teremos barracas com brincadeiras, como boca do palhaço, pescaria, jogo da argola, barraca surpresa, correio elegante, barracas com comidas típicas, apresentações das danças, e o resultado das turmas vencedoras da gincana.



E.E.PROF. Antônio de Campos Gonçalves
Professora: Celina Damasceno

Projeto Copa

Público Alvo:
1ª a 4ª séries.

Duração:
10 aulas.

Justificativa:
Este projeto visa integrar a comunidade escolar, buscando privilegiar o acesso ao conhecimento por meio da leitura e escrita.

Objetivos:
Conhecer, valorizar e divulgar as diversas culturas;
Conhecer a história das copas;
Estimular a leitura;
Pesquisar sobre as copas que o Brasil já venceu: Suécia, 1958; Chile, 1962: México, 1970; Estados Unidos, 1994; Coréia do Sul e Japão, 2002.
Identificar cada país e os dias que jogam.

Formulação dos problemas:
O que podemos observar nos grupos?
Você conhece algum desses países?
Onde será realizada a Copa/2006?

Procedimentos Metodológicos:
Organizar grupos de pesquisa;
Orientar para que realizem a pesquisa através de livros, revistas, jornais, internet e os conhecimentos prévios de pais e/ou responsáveis;
Orientar para a utilização do dicionário para descobrir significados de palavras desconhecidas;
Auxiliar na síntese dos conteúdos para posteriormente digitá-los;
Auxiliar para que busquem ilustrações na internet e através do recurso copiar e colar, inserir-las no texto;
Orientar para salvarem o texto em pastas.

Recursos:
Lápis, caneta, pincel atômico, papel sulfite, papel craft, Disquetes, micro, impressora, livros, jornais, e revistas.

Avaliação:
Dar-se-á baseada na participação e envolvimento de cada aluno, em grupo em cada etapa realizada e na elaboração da pesquisa.



PROJETO DE PRIMAVERA, CRIANÇAS E NATAL/2006
Séries: 1.ª ,2.ª,3.ª e 4.ª séries de Ensino Fundamental Ciclo I
Participação de todos os professores(as) que atuam nas Oficinas de Enriquecimento Curricular de:
Atividades de Participação Social; Filosofia; Empreendedorismo Social; Saúde e Qualidade de Vida; Hora da Leitura; Orientação de Estudo e Pesquisa; Experiências Matemáticas; Informática Educacional; Inglês; Artes e Educação Física. Os temas selecionados estão relacionados com as datas das festas significativas para as crianças em todas as séries. Primavera, Dia das Crianças, Natal e Gincanas Solidárias.
Justificativa:
Os temas para o projeto foram escolhidos por envolver professores, alunos e pais em atividades que, além de proporcionarem aprendizagem, oferecem momentos de descontração e prazer.
Metas:
- desenvolver o gosto por poemas e músicas, inclusive em inglês os mais simples para servir de incentivo aos alunos e alegrar a família;
- apresentar atividades de amassar bolinhas de papel para auxiliar a coordenação motora das crianças das primeiras e segundas séries;
- integração dos alunos com a cultura e envolver as alunas e alunos no concurso da rainha da primavera;
- preparar as inscrições das candidatas pelos próprios alunos de cada classe;
- enfeitar a escola com flores de papel crepom que eles irão confeccionar;
- selecionar através de concurso cartazes confeccionados por eles;
- elaboração dos convites para a comunidade elaborados pelos alunos;
- atividade de artes, confecção de flores, sache, enfeites e outros;
- plantar flores em nossos canteiros para embelezar a escola.
Objetivos:
-Promover a socialização, oferecendo situações potencialmente motivadoras, a fim de estimular e contribuir para o desenvolvimento do aluno;
- Realizar pesquisas tendo como objetivo melhorar a formação do aluno;
-Promover a interdisciplinaridade, garantindo o processo de enriquecimento contínuo.
I-Temas Transversais: Pluralidade Cultural; Ética e Cidadania; Meio Ambiente; Trabalho e Consumo ; Saúde.
II-Gincanas Solidárias Atividades: Arrecadação de Alimentos, Roupas, brinquedos, chocolate e material reciclável.
Justificativa:
A necessidade de ajudar o Bairro onde estamos inseridos, mobilizando professores e alunos para arrecadar alimentos, roupas, brinquedos, doces e material reciclável, tornando os alunos futuros empreendedores sociais em prol do grupo social ao qual os alunos estão inseridos.
Meta:
A maior quantidade possível de alimentos, roupas, brinquedos, doces e materiais recicláveis, estimulando a competição e a conscientização dos problemas entre os alunos.
Objetivos:
- envolver os alunos nas questões sociais da comunidade;
- conscientizar das relações humanitárias;
- conviver em grupo alunos/professores/comunidade;
- preservar o meio ambiente e valorizar a Saúde e Qualidade de Vida.
Recursos Materiais:
Serão utilizados todos os recursos pedagógicos materiais e humanos disponíveis na Unidade Escolar que se fizerem necessário na elaboração do presente projeto. A duração será de acordo com o calendário escolar, sendo que: Festa da Primavera: 22 de setembro de 2006, quando ocorrerá apresentações de danças, desfile das candidatas para rainha da primavera, apresentações de jogral, peças teatrais apresentadas pelas crianças nos horários das 13 as 16 horas, com a presença dos pais, que receberão um convite antecipadamente. Semana das crianças: outubro, quando ocorrerão diversas atividades, como: Gincanas; Corrida do saco; Corrida da colher; Pular obstáculos; Jogos de raciocínio; Cinema; Campeonato de pipas; Dia especial dos brinquedos e brincadeiras; Realização de passeios planejados para as crianças. Natal: Elaboração de Cartazes desejando a todos boas festas; Confecção de cartões de natal; Confecções de enfeites para a escola e para eles levarem para casa se quiserem; Pintura de desenhos, leituras relacionadas ao Natal; Pesquisas sobre o Natal nas várias partes do mundo; Pesquisas sobre como surgiu o Papai Noel; Orações pela “Paz”; Festa de despedida. Preparação de pacotes que deverão ser entregue pelas crianças a entidade votada por elas em uma eleição com urna e contagem de votos.Serão selecionadas três entidades, a mais votada receberá as prendas arrecadadas pelos alunos.

Atividades em Informática Educacional

ATIVIDADE 01
História em Quadrinhos
Tema: "Direitos e Deveres dos Trabalhadores"
Objetivos:
Integrar conteúdos e disciplinas;
Estimular a pesquisa, a leitura e a produção de textos.
Recursos:
Soft Paint;
Internet;
Impressora;
Papel sulfite.
Processo:
Para iniciar a produção de histórias em quadrinhos, foi realizada:
Organização e formação de 04 grupos de 06 a 08 alunos;
Pesquisa via Internet (Sistema Nacional de Empregos);
Impressão do material coletado;
Leitura e interpretação do conteúdo (ensinado pela manhã);
Utilização do soft Paint e suas ferramentas;
Reprodução do texto e criação das ilustrações com idéias elaboradas por cada componente em seus respectivos grupos.
Professora: Celina Damasceno

ATIVIDADE 02
Rádio Novela
Objetivo:
Estimular a leitura.
Recursos:
Livros diversos de histórias infantis;
Soft Gravador de Som;
Soft Windows Média Player;
Folhas de sulfite, lápis e borracha.
Processo:
Apresentação de rádio novela elaborada pelo grupo de professores na capacitação oferecida na Oficina Pedagógica;
Organização e formação de 04 grupos de 06 a 08 alunos;
Apresentação de livros de histórias infantis à livre escolha;
Leitura e síntese da história selecionada;
Divisão de funções: personagens, narrador e sonoplasta;
Orientação para a utilização do gravador de som;
Teste de gravação.

Produto:
Os três porquinhos
Era uma vez três porquinhos que foram construir suas casas na floresta. O mais velho sentiu o cheiro do lobo e pensou: precisamos construir nossas casas rápido.
O primeiro decidiu fazer sua casa de palha, o segundo de madeira e enfim o terceiro construiu sua casa de tijolos.
Logo os dois porquinhos mais novos acabaram suas casas e foram brincar o mais velho ao invés disso continuou a construir sua casa, o lobo estava espiando e pensou: Humm! Esses porquinhos, eles vieram pedir ajuda ao irmão mais velho.
O lobo chegou à casa do irmão mais velho e falou:
___ Abra esta porta ou então vou assoprar e derrubar esta porta.
Ele assoprou, assoprou até perder o fôlego e foi embora e nunca mais voltou.
E essa é a nossa história!
Fim
Atividade 03

Proposta: Internet/Jogos (iguinho.com.br)
“Jogo da Velha”
Séries: 1ª A e B
Objetivos:
Desenvolver habilidades de coordenação viso-motora e concentração;
Estimular a leitura.
Procedimentos Metodológicos:
Formar duplas;
Orientar em relação ao manuseio do mouse e às regras do jogo.
Distribuir folhas de sulfite para as demais crianças realizarem o mesmo jogo enquanto esperam a vez para jogar nos micros.
Orientar para colocarem a série e os nomes das duplas na folha de sulfite.
Recursos:
Micro/ Net;
Folhas de sulfite;
Lápis.
Avaliação:
Continuamente, baseada na participação de cada aluno.
Professora: Celina Damasceno

Atividade 04
Proposta: Soft Calculadora
Séries: 2ª A e B
Objetivos:
Conhecer e explorar o soft;
Fazer cálculos matemáticos.
Procedimentos Metodológicos:
Formar duplas para a utilização dos micros;
Auxiliar na inicialização do soft;
Distribuir folhas para as demais crianças registrarem as continhas solicitadas;
Acompanhar as crianças, tanto as que estão utilizando os micros como as que estão registrando na folha de sulfite;
Conferir resultados;
Fazer a troca de duplas para que todas as crianças possam utilizar os micros.
Recursos:
Soft Calculadora;
Lápis, borracha e folhas de sulfite.
Avaliação:
Dar-se-á por meio da observação, participação e envolvimento dos alunos.
Professora: Celina Damasceno

Atividade 05
Proposta: Soft Word Pad (Digitação)
“COPA DO MUNDO/2006”
Séries: 4ª A e B
Objetivo:
Ler, selecionar e digitar síntese do material coletado referente à Copa do Mundo.
Procedimentos Metodológicos:
Formar grupos de alunos para a pesquisa;
Eleger dois componentes de cada grupo para fazer a digitação;
Orientar aos demais componentes para ler, selecionar e organizar o conteúdo coletado;
Auxiliar na digitação em relação à ortografia das palavras, pontuação, acentuação e paragrafação;
Orientar para salvar o texto produzido em pastas.
Recursos:
Material coletado;
Soft Word Pad;
Papel e caneta.
Avaliação:
Realizar-se-á continuamente mediante a participação de cada aluno.
Professora: Celina Damasceno
ATIVIDADE 06
ESCOLA E MEIO AMBIENTE
JUSTIFICATIVA:
Escola e meio ambiente é um assunto que faz parte das conversas de crianças, de jovens e adultos, está sempre nas primeiras páginas de jornal, na capa de revistas, nos muros da cidade, propagandas públicas e políticas. Mais do que o conhecimento adquirido na escola sobre a instituição “escola” e sobre o meio ambiente, este Projeto pretende despertar no aluno a percepção ou o sentimento de cidadania e de responsabilidade pela preservação e manutenção do meio ambiente. Numa abordagem educacional, essa perspectiva ajuda a ver a necessidade de trabalho em coesão dos princípios de igualdade e equidade do ser humano, da participação, da cooperação, da co-responsabilidade, da solidariedade, do respeito, da justiça social e da cidadania. Dentro do Projeto: “Escola e Meio Ambiente”, também, desenvolverão atividades no laboratório de informática de gravações de histórias em forma de “Rádio Novela” como um dos produtos finais. E, finalmente, será organizado um portfólio com todos os trabalhos deste grandioso Projeto.
PÚBLICO ALVO:
Alunos de 1ª a 4ª série do ensino fundamental - Ciclo I.
OBJETIVOS:
Desenvolver a capacidade de observação e pesquisa;
Despertar a consciência sobre a importância da preservação ambiental e o respeito pela natureza;
Contribuir para a compreensão e a valorização dos modos de intervir na natureza e de utilizar seus recursos, bem como dos recursos tecnológicos existentes para esse fim;
Entender a saúde como um valor pessoal e social na humanidade;
Perceber a importância da redução, reutilização e reciclagem do lixo; Refletir sobre questões éticas implícitas nas relações entre ciência, sociedade e tecnologia.
1º Semestre – Lixo e Reciclagem/reaproveitamento/reutilização e viário;
2º semestre - Escola e meio ambiente:Revitalização dos espaços da escola, Horta, Jardins, água, alimentação, esportes e lazer e saúde.
METODOLOGIA: Música, teatro, teatro de bonecos, jogral, dança, grafitagem, pinturas ( telas: panos e quadros), construção e reconstrução de textos, construção de letras musicais, confecção de brinquedos com materiais recicláveis, campeonatos esportivos e de lazer, feiras cultural, gravação de histórias em rádio novela e exposição em outros eventos.
REFERÊNCIAS:
1. Parâmetro Curricular Nacional (PCN): Meio Ambiente; 2. Estudos Sociais: educação e o desenvolvimento crítico. Rosemary Faria Assad, Maria da Glória Mariano Santos, São Paulo: Editora do Brasil, 1989. 3. Coleção Artesanato Prático e Fácil. Reciclagem. Editora Minuando Ltda, 1ª, 2ª e 3ª edição, São Paulo, 2004. 4. Viver e Aprender: história/Geografia, 2. Elian Alabi Lucci. – 1ª ed. – São Paulo: Saraiva, 2000. E geografia: ensino fundamental. Neuza Sanchez Guelli, Miriam orenztein. 1ª ed. – São Paulo: Moderna, 2001. 5. Viver e Aprender. Ciências 2. ElisabeteChaddad Trigo, Eurico Moraes Trigo, 7ª ed. Reform. e atual, São Paulo: Saraiva, 2000. 6. ONG “Planta Verde” de Santo André-SP. Revista Meio Ambiente. Diversas edições/2006.
Professor: José Hamilton

Criatividade a mil!!!!

Dentro do projeto Meio Ambiente, alunos das séries iniciais desenham o lugar de seus sonhos e afirmam que precisamos preservar nosso meio ambiente.